Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Cantar revitaliza cérebros danificados

Cientistas defendem que ensinar as vítimas de ataques cerebrais a cantar ajuda-os a recuperar a fala. Clique para visitar o canal Life & Style.

Isabel Lopes (www.expresso.pt)

Esta nova tese consiste numa espécie de "religação" do cérebro: se o "centro da fala" ficar danificado devido a um acidente cerebral o doente pode aprender a usar o "centro do canto", substituindo um pelo outro. 

A descoberta foi apresentada no encontro anual da Associação Americana para o Desenvolvimento da Ciência (American Association for the Advancement of Science), realizado em San Diego, segundo noticiou a BBC.

Um ensaio clínico, liderado pelo professor de Neurologia de Harvard, Gottfried Schlaug, demonstrou como o cérebro responde a esta "terapia melódica de entoação", que está já estabelecida como técnica médica. 

O processamento da linguagem e da fala encontram-se no hemisfério esquerdo do cérebro. E é aqui que está a maioria das ligações entre as áreas do cérebro que controlam o movimento e aquelas que controlam a audição. 

Mas, explica o professor Schlaug, "há uma espécie de buraco correspondente no lado direito". E à medida que os doentes vão aprendendo a colocar as palavras nas melodias, aquelas ligações cruciais vão-se formando no hemisfério direito do cérebro. 

Gottfried Schlaug relatou o caso de um doente que não conseguia formar nenhuma palavra inteligível e que numa única sessão terapêutica aprendeu a dizer "tenho sede" através da combinação de cada sílaba com a nota de uma melodia.