Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Alemanha homenageia tentativa de assassinar Hitler

Foi há 65 anos que um grupo de militares alemães, liderados pelo coronel Claus Graf Schenk Stauffenberg, tentaram eliminar o ditador nazi. 

Dirigentes alemães homenageiam hoje os autores de uma tentativa de assassínio de Adolf Hitler, 65 anos depois de terem sido executados.

Numa cerimónia que marcará o 65.º aniversário da tentativa de golpe de 20 de Julho de 1944, serão depostas coroas de flores no edifício Bendlerblock, sede actual do Ministério da Defesa, onde o coronel Claus Graf Schenk von Stauffenberg e outros três foram executados pouco depois do fracasso do seu plano para matar Hitler com uma pasta armadilhada.

Haverá também uma hora de celebração das vítimas dos nazis no Centro Memorial de Ploetzensee de Berlim.

Esta noite, decorrerá um juramento de bandeira de 400 recrutas do exército, o Bundeswehr, frente ao Reichstag (Parlamento), na qual participará a chanceler Angela Merkel.